27/04/11

Páscoa em Ovar

Revestiram-se de grande dignidade as celebrações pascais na Paróquia de Ovar, tanto as realizadas no interior da Igreja Matriz como as que tiveram como espaço as ruas da cidade.
A Quinta-feira Santa teve como centro a Eucaristia da Ceia do Senhor, presidida pelo Pároco e acompanhada por elementos dos diversos corais da Paróquia, sob a direcção de Joaquim Neves, tendo ao órgão António Manuel Pires.
No final da celebração, que incluiu a cerimónia ritual do Lava-pés (a 6 escuteiros e 6 membros da Confraria do Santíssimo), teve lugar a Procissão do Ecce Homo, promovida pela Fraternidade Franciscana, que percorreu, na maior ordem e com grande número de participantes, o itinerário habitual das Procissões Quaresmais.


Os três andores da Procissão do Ecce Homo (Terro-Terro)
Veja AQUI a reportagem fotográfica de 5.ª feira Santa, 
da autoria do nosso colaborador Manuel Vitoriano

Como manda o calendário vareiro, na manhã de 6.ª feira Santa (7h30) cumpriu-se pelas ruas centrais de Ovar o exercício da Via Sacra, com a participação do grupo sacro do Orfeão de Ovar, e à noite (19 horas) comemorou-se, na Igreja, a Morte de Jesus Cristo, com a leitura da Paixão e os demais ritos litúrgicos, sendo de realçar a beleza do canto e excelente prestação dos intervenientes na Liturgia.

Início da Via Sacra - 1.ª Estação
O Coro Sacro do Orfeão de Ovar


Junto ao Passo do Cireneu
O Padre Benjamim numa das estações da Via Sacra
Vera e Luís participando numa das estações
Regresso à Igreja no final da Via Sacra
Devido ao tempo chuvoso, não se realizou à noite a habitual Procissão do Enterro do Senhor, que costuma atrair na noite de 6.ª feira Santa numerosos fiéis de Ovar e terras limítrofes, mas fez-se a leitura da Paixão e as restantes cerimónias próprias da Celebração da Morte do Senhor.

Início da Celebração da Paixão em 6.ª feira Santa
O Coro formado por elementos dos diversos coros da Paróquia

A Vigília Pascal revestiu-se do fulgor que convinha àquele que é considerado o momento mais alto não só da Páscoa da Ressurreição, mas de todo o ano litúrgico. Para isso contribuíram o coro e o seu maestro, o organista e os demais músicos, os leitores, acólitos e outros intervenientes na celebração na qual se realizou o Baptismo de 13 crianças em caminhada de Catequese.

No átrio da Igreja, a benção do Lume Novo
 no início da Vigília Pascal

Benção da água baptismal que servirá para os próximos baptismos

Os novos baptizados recebendo a primeira Comunhão


No Domingo de Páscoa, oito cruzes floridas percorreram as diversas zonas da Paróquia, levando a cada lar que se disponibilizou a abrir as suas portas à mensagem da vitória de Cristo sobre a morte, num apelo à abertura dos corações à conversão e à graça.
Saída para a Visita Pascal no lugar da Ribeira de Ovar 



FOTOS: Fernando Pinto e M. Pires Bastos (fotos 2 e 16)

Sem comentários: