09/12/11

Banda Filarmónica Ovarense – 200 anos com a Paróquia de Ovar


A Bicentenária Banda Filarmónica Ovarense no escadório da Igreja Matriz de Ovar
[FOTO: Fernando Pinto]
Nesta hora jubilar em que a Banda Filarmónica Ovarense celebrou as suas raízes de 200 anos de existência, saudamos, na pessoa dos seus dirigentes, músicos e associados, uma das mais antigas e prestigiadas Instituições de Ovar, que marcou com a sua música, quase sempre festiva, mas por vezes dolente, o ritmo da vida e das tradições da população vareira. Grande parte da sua história está compaginada às paredes da Igreja Matriz, acompanhando uma porção significativa da história do majestoso templo que, à data da fundação da Banda, já contava quase um século e meio de vida. Continuadora das antigas Capelas de Música, que solenizavam as festas das igrejas e dos conventos, e que eram constituídas sobretudo por vozes, acompanhadas por alguns instrumentos – e já no século XVII havia em Ovar a Capela de Domingos Gomes de Campos –, a Sociedade Filarmónica Ovarense foi-se afirmando como Banda à medida que novos instrumentos eram inventados.


------------------------------------------------------------------------------
CLIQUE AQUI 
PARA VER A PRIMEIRA PARTE
DESTE VÍDEO
(6 minutos)
------------------------------------------------------------------------------

A Paróquia de Ovar associa-se a esta data festiva da Banda Filarmónica Ovarense, agradecendo o seu contributo para o brilho do culto na Paróquia e reconhecendo o seu mérito no incremento da cultura vareira, particularmente no campo musical.
Acedendo ao convite da Banda Ovarense, por motivos das Comemorações dos seus 200 anos, a TVI deslocou a Ovar, em 4 de dezembro, a sua equipa de reportagem para transmitir a Missa Dominical das 11 horas, presidida pelo Pároco Manuel Pires Bastos e acompanhada pelo grupo coral Pueri Cantores S. Cristóvão de Ovar. 
No espaço da homilia, o celebrante, a partir dos textos litúrgicos do 2.º Domingo do Advento, fez uma reflexão sobre a vivência cristã neste tempo litúrgico, como preparação das festas natalícias.
Referiu que os homens precisam de Deus mas Deus quis também precisar dos homens – Abraão, Moisés, Isaías, João Batista deram um precioso contributo (João Batista cedeu a Cristo dois dos seus discípulos, André e João), e chamou a atenção dos fiéis para a forma de evitar o habitual e exagerado despesismo do período natalício, atendendo à grave crise por que passa o nosso país. 
O início da Eucaristia na Igreja Matriz de Ovar
Os Pueri Cantores S. Cristóvão de Ovar com a sua maestrina Esmeralda Amaral


No fim da Eucaristia Paroquial, a Banda executou, no adro da Igreja, duas peças do seu repertório.



As comemorações contaram ainda com o hastear de bandeiras na sede da Banda, uma sessão solene no Salão Nobre da Câmara Municipal, onde o Dr. Alberto Lamy resumiu o historial da Banda, e uma celebração eucarística de ação de graças e de sufrágio pelos seus sócios falecidos, e uma romagem ao Cemitério.
Manuel Alves Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Ovar, Joaquim Barbosa, Presidente da Junta
 de Freguesia, Alcino Andrade, Presidente da Banda Ovarense, e Vítor Ferreira, Vereador da Cultura

Em união espiritual com todos os cantores e músicos que, ao longo de dois séculos, dentro da Igreja Matriz, em Missas Solenes, “Te Deuns” e outros ofícios litúrgicos elevaram a sua voz e o seu coração ao Senhor de toda a Beleza, o Pároco de Ovar reconheceu o esforço e o mérito de todos os filarmónicos, maestros, dirigentes e associados falecidos.



Foi excelente a impressão deixada nos ovarenses e num grande número de portugueses a transmissão, pela TVI, no passado domingo, dia 4 de dezembro, da Missa Dominical celebrada em S. Cristóvão de Ovar.

Fotos do jornalista Fernando Pinto

1 comentário:

A. Mendes Pinto disse...

Boas fotos para uma "grande efeméride". Pena que o aberrante Edifício do inútil Cine Teatro de Ovar, prejudique um pouco o sempre empenhado trabalho do fotógrafo, que neste caso também é Jornalista