15/01/13

Instituto Jesus Maria José evocou o centenário da morte de Beata Rita

Ao longo de um ano, o Instituto Jesus Maria José levou a cabo diversas atividades comemorativas do centenário da morte da sua fundadora, Beata Rita Amada de Jesus, a que se associou a Paróquia de Ovar, onde as Irmãs têm a sua Sede Provincial e onde vêm desenvolvendo, desde 1952, uma excelente ação social e educativa.

De Casalmendinho para a Igreja Matriz de Ribafeita
Em 6 de janeiro, o centro de atenções foi Ribafeita (concelho de Viseu), com a bênção da primeira pedra de um memorial em honra da Beata Rita no lugar de Casalmendinho, daquela freguesia, de onde a homenageada era natural, e com a celebração de uma missa solene na Igreja Matriz de Ribafeita, presidida pelo Bispo daquela diocese, cerimónias em que participou uma numerosa delegação de ovarenses.

Durante a Missa, frente à Igreja Matriz de Ribafeita

Antigos alunos das “Freirinhas”

A antiga Casa Nossa Senhora de Fátima,  em Ovar, que as Irmãs
 adquiriram em 1951 como Sede Provincial do Instituto Jesus Maria José 
Dentro do programa das Comemorações, o Centro Social Jesus Maria José de Ovar promoveu, na tarde do passado dia 12 de janeiro, no auditório das suas instalações, na Rua Coronel Galhardo, n.º 39, um convívio de antigos alunos, com o seguinte programa:
- 14h00 - Acolhimento - Abertura “Disseste certa vez” - canção com interpretação do Grupo Juvenil Pueri Cantores S. Cristóvão de Ovar.
- O passado e o presente - um pouco de história das Irmãs do Instituto Jesus Maria José em Ovar (desde 1952). 
- Testemunhos dos ex-alunos.
- Musical - evocação da Madre Rita pelo 1.º Centenário da sua morte - encenação das crianças do CSJMJ e jovens JMJ.

Crianças do Centro Social do Instituto Jesus Maria José reconhecidas à Superiora Geral e à Superiora Provincial (ao centro) e às Irmãs São Luís, Margarida Hostilina e Belém (à esq.), antigas educadoras do Jardim de Infância
Estiveram presentes a Superiora Geral, Irmã Leonir Tomazi, que se descolou do Brasil para participar nas comemorações do Centenário em Ribafeita e Ovar, a Irmã Margarida Bento, Superiora Provincial, e as Irmãs responsáveis da Casa Nossa Senhora de Fátima e do Centro Social Jesus Maria José, que manifestaram a sua gratidão aos presentes, particularmente aos antigos alunos e suas famílias, bem como às crianças e jovens que abrilhantaram a festa, e ao Pároco de Ovar, que desde há 37 anos tem apoiado as atividades do Instituto, e que em palavras sentidas, se congratulou por todo o trabalho produzido, desde 1951, pelas Irmãs em favor da Paróquia.


Grupo de jovens intervindo na sessão da tarde
Crianças atuando para seus pais, participantes na sessão


Fachada do atual edifício
do Instituto Jesus Maria José em Ovar
O pátio do novo edifício do Instituto Jesus Maria José (Ovar),
com o Centro Social ao fundo
- Foto: MPB

Na tarde do dia 13 de janeiro, na Igreja Matriz de Ovar, foi comemo­rado o Centenário da morte de Beata Rita, com Missa solenizada presidida pelo Pároco P.e Manuel Pires Bastos, acompanhada pelo Coro Pueri Cantores São Cristóvão, em que se incorporaram as crianças da Catequese e membros dos diversos organismos da Paróquia, e em que a Superiora Geral e a Superiora Provincial tiveram palavras de reconhecimento para com os paroquianos de Ovar, que têm contribuído para ações pastorais das Irmãs em diversos países onde prestam assistência. No final, no adro da Igreja, foram lançados numerosos balões com mensagens escritas pelas crianças.


A Provincial do Instituto lendo, na Igreja Matriz de Ovar, um texto
na Missa Solene do Centenário da Morte de Madre Rita
Grupo de jovens ligados ao Instituto Jesus Maria José lembram os compromissos
assumidos no seu Batismo 

Na capela das Irmãs, teve lugar na 2.ª feira, dia 14 de janeiro, o encontro mensal de oração promovido pela Associação Jesus Maria José, presidido pelo Pároco, com a presença da Madre Geral, de numerosos adultos, e de um grupo de jovens.




No Encontro de Oração da Família Jesus Maria José na capela das Irmãs

As Irmãs do Instituto Jesus Maria José na Misericórdia de Ovar, na década de 50 do século XX, com alunos internos daquela Instituição - Na foto (da esq. para a direita): Irmãs Cruz, Berchmans, Lúcia, Angélica (que foi durante décadas educadora de centenas de crianças de Ovar), Maria do Divino Coração (que foi Superiora da Casa de Ovar) e Serafina (atualmente a viver em Viseu)

Sem comentários: