22/01/13

Conferência Vicentina - Há cem anos em Ovar

PARÓQUIA DE OVAR (S. CRISTÓVÃO)

Foi há um século que foi implantada oficialmente na Paróquia de Ovar a Conferência masculina de S. Vicente de Paulo, cuja patente de agregação à conferência-mãe de Paris é de 1 de julho de 1913, embora tendo iniciado a sua ação no ano anterior.
Esta conferência foi reorganizada em 19 de março de 1969 ("João Semana", 19/04/1969).
A conferência feminina de S. Vicente de Paulo da Paróquia de Ovar nasceu oficialmente em 1945, sucedendo à Associação das Damas de Caridade formada em Ovar em 1923 e que recebera instituição canónica dois anos depois, agregando-se à Associação respetiva, também sediada em Paris.
A 1.ª Conferência Vicentina portuguesa data de 31 de outubro de 1859. Hoje existem 850, com cerca de 11 mil vicentinos.



A Conferência Mista de S. Cristóvão de Ovar, resultante da fusão das anteriores Conferência Masculina e Conferência Feminina, pertence à Sociedade de S. Vicente de Paulo. Os Vicentinos formam um grupo cristão assente nos valores cristãos de ajuda ao próximo, cuja intervenção é orientada de forma justa, partindo de visitas domiciliárias e com a análise da situação sócio-económica da família.

Constituição da Conferência
A Conferência conta, atualmente, com cerca de 15 voluntários no ativo, que elegem a Direção por um período de 4 anos. Reúne quinzenalmente na Sacristia da Igreja Matriz , sendo as reuniões às 2.ªs e últimas quartas-feiras de cada mês.

Os Vicentinos de Ovar num encontro em Cortegaça

Apoios prestados
- Ajuda económica para rendas, medicação, óculos, documentos de identificação, transportes para tratamentos, livros escolares, gás, luz, água, fraldas, leite de bebé, cadeiras de rodas, etc.
- Banco alimentar: distribuição mensal domiciliária de géneros alimentícios a cerca de 38 famílias carenciadas (85 utentes).. Estes alimentos provêm da candidatura da Conferência ao PCAAC – Programa Comunitário de Apoio Alimentar a Carenciados (do Instituto da Segurança Social), da Campanha de recolha de alimentos que a Catequese realiza no Advento, de donativos de empresas, do Banco Alimentar contra a Fome de Aveiro e de aquisições pela Conferência.
- Roupas e Mobílias: doadas à Conferência por particulares.
- Acompanhamento das famílias: assenta num contacto pessoal, feito por um ou mais voluntários (se possível com visitas mensais, mediante o tipo de cada situação famíliar).
- Visitas aos doentes, com o apoio possível e com palavras de conforto que ajudem a combater a solidão.

Encaminhamentos
As situações sinalizadas são encaminhadas pelos organismos públicos locais: Segurança Social Local, Câmara Municipal de Ovar, Centro de Saúde, Agrupamento de Escolas e outras Instituições da área social. Para além das famílias que chegam à Conferência por iniciativa própria e ou por conhecimento dos vicentinos.

Caracterização dos beneficiários
Existem famílias com problemas estruturais de pobreza e exclusão social transmitidos de geração em geração. A maioria das novas situações pertencem à classe média que na actual conjuntura económica não conseguem ter rendimentos para sobreviver (perda de empregos, prestações sociais muito baixas, beneficiários de Rendimento Social de Inserção, problemas graves de saúde com elevados gastos em medicação e rendas elevadas, etc.).

Bairro de S. José e Bairro de S. Cristóvão
A Conferência Feminina de Ovar foi a promotora das 20 casas do Bairro de S. José, construído em terreno oferecido por Francisco Ramada. A Conferência Masculina construiu na década de 80 o Bairro de S. Cristóvão (6 habitações), próximo à Mãe d’ Água, freguesia de S. João, com famílias em regime de comodato (situação de carência económica).

Famílias do Bairro de S. José
Receitas/Despesas
As receitas da Conferência provêm de colectas, peditórios no final das missas (no primeiro fim-de-semana de cada mês) e de porta em porta (no fim de cada ano), donativos feitos por particulares, e apoio anual da C. M. de Ovar e Junta de Freguesia de Ovar.

Parcerias
A Conferência trabalha em parceria com todos os agentes sociais que contribuam para o desenvolvimento da acção social, para evitar duplicações de apoios.
É elemento da Comissão Social de Freguesia de Ovar e do Conselho Local de Acção Social do Concelho de Ovar, o que traduz o papel activo da Conferência na comunidade local.

---------------------------------------------------------------
Neste ano comemora-se o 2.º Centenário do Nascimento do fundador das Conferências de S. Vicente de Paulo, Frederico Ozanam (1813-2013)
Frederico Ozanam
Em 1833, em Paris, numa época de profunda crise, miséria e ateísmo, um grupo de jovens, entre os quais Frederico Ozanam (na gravura), constituiu as Conferências Vicentinas, que em 1851 chegaram em Portugal. As Conferências têm uma grande expressão, com cerca de 900 Conferências (com 11.000 vicentinos) dispersas pelas diversas Dioceses do nosso país, onde desenvolvem uma ação notória, graças ao carinho que as comunidades paroquiais lhes dispensam. No entanto, porque ainda não chegam a todos os pontos onde a fome, a solidão, a falta de carinho e de amor são notórias, os vicentinos gostariam que mais homens e mulheres de todas as idades aderissem a esta causa, para que com mais meios humanos e materiais pudessem, como cristãos, chegar mais além, fazendo o Bem e difundindo os valores do Evangelho, prosseguindo o desejo de Frederico Ozanan:

“ Eu desejaria abraçar o mundo inteiro numa rede de caridade”.
"Vamos ao pobre, e difundamos a nossa fé através das obras"

Sem comentários: