19/02/14

“Maceda – Um marco histórico”, de Álvaro Ribeiro

Monografia de Maceda
(Autor: Álvaro Ribeiro)
Intitula-se “Maceda – Um marco histórico” a monografia que o ilustre macedense Dr. Álvaro Ribeiro pu­blicou, sob a tutela do Centro Social Paroquial daquela vila do concelho de Ovar.
Obra de grande fôlego, percorre, ao longo das suas 504 páginas, a his­tória daquela terra milenária que tem raízes pré-históricas e que cresceu sob influências romanas (Villa Ma­zaneda), bárbaras e mouriscas, e que entrou no 2.º milénio com o seu nome escrito, ao lado das terras vizinhas de Cortegaça, Esmoriz e Paramos, em pergaminhos datados de 1030 e 1055.
Um dos grandes méritos do livro reside na divulgação de uma época histórica até aqui pouco explorada e que agora ganha visibilidade e inte­resse. Referimo-nos à administração da Comenda de Rio Meão, da Ordem de Malta (antiga Ordem do Hospital), que se estendia por Maceda e Arada, freguesias que estavam, por esse mo­tivo, fora da jurisdição do Diocese do Porto e do controlo do Rei.
Mas outras importantes achegas são dadas a propósito do Condado da Feira e do Foral de Maceda, com as questões curiosas da “quinta de Maceda”, de “Parada – Maceda”, do Tombo de Rio Meão (1654) e da Casa do Infantado (1700).
As Igrejas (a antiga e a nova), o Rossio e a Capela de S. Geraldo, os diversos lugares da freguesia, as invasões francesas, a costa maríti­ma, as vinhas e o tanoeiro, o Ensino, figuras marcantes da terra, a Repú­blica e os alvores do século XX e a modernização da freguesia (fontes, caminhos, floresta e Base Aérea, Centro Social, elevação a Vila...), tudo isto e muito mais constituem um importante marco histórico levantado às memórias passadas da freguesia de Maceda.


Com apresentação de D. António Francisco dos Santos (na foto, à esquerda), então ainda Bispo de Aveiro, foi lançada a público, na tarde de 16 de fevereiro de 2014, a obra “Maceda – um marco histórico”, do macedense Dr. Álvaro Ribeiro, numa sessão que teve lugar na Igreja Matriz daquela freguesia, e que foi presidida pelo Vigário-Geral da Diocese do Porto, Mons. Américo Aguiar .
O Dr. Álvaro Ribeiro, lendo o Pretexto da obra, salientou: “Não posso deixar de confessar a emoção e o orgulho sentidos ao tomar contacto com nomes, lugares, propriedades, caminhos, costumes e hábitos que ainda hoje me são familiares, fruto do suor e da grandeza de alma dos nossos antepassados”.
Foi num círculo de evidente animação, à entrada da Igreja Matriz de Maceda, que encontrámos o Dr. Álvaro Ribeiro, momentos antes da apresentação da monografia que dedicou à sua terra natal, fruto de um trabalho de longos anos de estudo e de pesquisa.
Não faltaram os amigos, entre os quais D. António Francisco dos Santos, Bispo de Aveiro, que iria tomar a palavra e atestar a sua apreciação ao trabalho histó­rico empreendido pelo autor, possibilitando aos mace­denses uma fonte preciosa de informações que permite analisar e dissecar as origens e o desenvolvimento eco­nómico e social daquela paróquia e atual vila.



Abriu a sessão Monsenhor Américo Aguiar, Vigá­rio-Geral da Diocese do Porto, que presidiu à mesa de honra em representação do Administrador Apostólico, D. Pio Alves, tendo ao lado o Dr. Álvaro Ribeiro.
Colaboraram na sessão o grupo Nostalgia, forma­do por elementos ligados ao Rancho Danças e Canta­res de Maceda, com trechos de música portuguesa, e vários netos do Dr. Álvaro, que leram um texto alusivo ao acontecimento.



Entre a assistência destacaram-se elementos da atual e antiga Câmara Municipal de Ovar, junta antiga e atual de Maceda, autarcas representativos dos con­celhos de Marco, Amarante, Cinfães e Baião, onde o autor passou parte da sua vida ativa, o 2.º comandante do Aeródromo de Manobra n.º 1 (Maceda) e outras entidades das terras vizinhas.



Texto e fotos: M. Pires Bastos

Sem comentários: