14/06/15

Do sentido da peregrinação

"Passou maio florido, a evocar-nos a festas das Mães e a de Maria que, como Mãe de jesus, é considerada mãe da cristandade que A venera e Lhe chama Nossa Senhora, juntando-lhe títulos, embora seja sempre e só a única.
Solheiro, o tempo puxou energias da Terra e dos peregrinos que se fizeram aos caminhos de Fátima. Recomeçaram, pois, em grande escala, as peregrinações que se multiplicarão até ao final de outono e que, indepen­dentemente das várias opiniões, constituem uma realidade plural a refletir, para se aperfeiçoar com respeito.

Santuário de Fátima, 13 de Maio de 2015
FOTO: jornalista Fernando Pinto

Continuarão a desaguar no Santuário grupos de peregrinos impelidos por razões que só a cada um cabe julgar. A motivação mais comum e profunda é o anseio por que essa experiência singular fortaleça a fé e a esperança nas dificuldades pessoais, familiares, do país e do mundo. Para tal, esses dias de retiro dinâmico são preenchidos com caminhadas, oração, cânticos e convívio. (...)" (Maria Luísa Resende)

LEIA o texto na íntegra na edição de 15 de junho de 2015 do jornal "João Semana". Clique AQUI para ver os principais títulos.

Sem comentários: