23/07/15

Crisma na Vigararia Espinho-Ovar

No dia 19 de Julho, pelas 16 horas, a Igreja Matriz da paróquia de Nossa Senhora do Amparo, de Válega, encheu-se por completo. Mais de uma centena de crismandos, composta por jovens e adultos pertencentes às paróquias de Arada, Cortegaça, Maceda, S. Cristóvão de Ovar, S. João de Ovar, S. Pedro de Ovar, S. Vicente de Pereira e Válega, receberam o Sacramento do Crisma, ministrado por Dom João Lavrador, bispo-auxiliar do Porto.


Dando continuidade à Tradição (com letra maiúscula) da Igreja, o ministrante repetia a cada crismando, enquanto o ungia com o óleo do Crisma, sinal do Espírito Santo: –“Recebe por este sinal o Espírito Santo, o Dom de Deus. A paz esteja contigo”. Na presença dos respetivos pastores, padres Paulo, Florentino, Manuel Silva, Manuel Bastos, Victor e Fernando, esses irmãos na fé vieram confirmar as promessas do seu batismo e reafirmar, perante o bispo e as comunidades presentes, o seu propósito de testemunhar a sua adesão a Cristo: sacerdote, profeta e rei.
Num contexto civilizacional como este em que vivemos, marcado pelo materialismo/consumismo, agravado pela crescente “globalização da indiferença”, como adverte o Papa Francisco, torna-se fundamental e indispensável que “cada cristão se assuma como sinal da presença de Cristo no meio em que vive” como lembrava, a dado passo da sua homilia, o senhor bispo João Lavrador.
Não deixaram de ecoar no íntimo do coração, vindas da memória que se atualiza na Eucaristia, as palavras do Senhor que S. Lucas deixou registadas no Livro dos Atos dos Apóstolos, destinadas aos discípulos – daquela e desta hora –: «Recebereis uma força do alto e sereis minhas testemunhas» (At 1, 8).
Eis a promessa de Cristo que é também um convite missionário especialmente dirigido aos confirmados e relembrado a todos quantos: bispo, sacerdotes, diácono, acólitos, catequistas, grupo coral e todos os fiéis ali presentes, comungaram das Mesas da Palavra e do Pão, que são alimento para a Vida Nova, em Cristo, para levar ao mundo.

Fundamentalmente é isso que se espera de quem confirma a fé no Credo da Igreja e se sente chamado e enviado ao mundo para anunciar e testemunhar a alegria do Evangelho, fazendo disso a sua missão.
Que o Espírito Santo a todos fortaleça com os seus dons e todos nós lhe respondamos com os frutos correspondentes.
A Vigararia ficou muito mais enriquecida, certamente.

Diác. António Poças

Sem comentários: