06/10/15

IV Jornadas da Pastoral da Família (Vigararia Espinho/Ovar)

A Igreja de Arada, com o Bispo-Auxiliar do Porto, D. João Lavrador, presidindo
à Eucaristia das Jornadas da Família
(foto MPB)



As Jornadas da Família da Vigararia Espinho-Ovar, que se realizam pelo quarto ano consecutivo, foram assumidas e realizadas pela paróquia de Arada que nos brindou com um excelente programa, em que participaram “atores” dos diversos escalões etários, como tem sido, aliás, nosso propósito e preocupação.

Assim, da parte da manhã, interveio o grupo “Diferentes”, dinamizado por pessoas portadoras de incapacidades físicas e o grupo “Sempre a Abrir”, constituído por crianças e adolescentes da Catequese local, que presentearam o auditório de cerca de 400 pessoas (a sala do Centro Cívico de Arada estava completamente cheia, e ainda havia gente no hall de entrada…) com lindas coreografias.

O Grupo "Diferentes"
Grupo "Sempre a Abrir", da Catequese de Arada

A Eduarda – uma jovem da terra – apresentou um reportório musical que a todos encantou.
Após a chegada do senhor bispo, Dom João Lavrador, que ainda teve tempo de assistir a parte do programa da manhã, seguiram-se os preparativos para a Eucaristia na Igreja matriz de Arada, completamente cheia, com bastante gente fora do templo, e o coro repleto.

Grupo Coral da Paróquia de Arada

Foi um momento alto a celebração, com uma Liturgia muito bem preparada, acólitos de diversas paróquias e as diversas funções ministeriais exercidas com sobriedade e competência.
Presidiu Dom João Lavrador, assistido pelo assessor vicarial da Equipa, diácono António Poças, e concelebrou o pároco local, padre Paulo Bladek.
Dom João Lavrador, numa homilia muito voltada para a missão que a família é chamada a desempenhar na sociedade através da sua vocação própria e insubstituível, centrou a tónica do encontro neste “ideal” que a “alegria do Evangelho – nossa missão” proporciona como dinamismo vital que compete a cada um de nós assumir e viver, e que tem sido um desígnio que nos propomos levar a cabo com empenhado esforço.




O almoço foi servido na ampla cave do Centro, quase repleta, com lugares sentados para 350 pessoas, e constou de uma sopa, um prato de jardineira, vinho de boa qualidade e outras bebidas e sobremesa (esta disposta em mesas no espaço exterior, onde cada um se serviu, bem como de café). O almoço, que decorreu com relativa rapidez, foi confecionado e servido por gente da terra.
O programa prolongou-se pela tarde, tendo como tema principal a representação de uma encenação bíblica intitulada “José e o seu deslumbrante manto de mil cores”, com referência a José do Egito (fotos).


A apresentação do programa esteve a cargo da Nicole.
Está de parabéns a equipa paroquial que, em colaboração com a Catequese e outros grupos locais habituados a “dar o corpo ao manifesto” com espírito de entrega e amor, possibilitou que este evento tivesse êxito.
Alguns sacerdotes da Vigararia não deixaram de comparecer nos tempos livres dos seus compromissos dominicais, o que não podemos deixar de salientar.

O assessor vicarial, Diácono António Poças

Fotos: Rosa Maria Leite

Sem comentários: